Sinte - Regional de Joinville

Sinte - Regional de Joinville

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Mobilização contra o fechamento da E.E.B. Maestro Francisco Manoel da Silva. Participe! Esta luta é de todos!


O governo do Estado mente aos trabalhadores em educação e à comunidade da E.E.B. Maestro Francisco Manoel da Silva. Na última sexta-feira (21/7), o governo informou à direção da escola que a unidade escolar e suas turmas serão fechadas, e que haverá reenturmação. Ou seja, muitos professores terão suas cargas horárias reduzidas ou serão dispensados, no caso dos ACTs.

O Sinte/Joinville tem alertado e mobilizado a comunidade, participando do movimento “Fica Maestro”. Na sexta, as coisas ficaram explícitas e soubemos que o que nos resta é a luta: a defesa da manutenção da E.E.B. Maestro Francisco Manoel da Silva.

Um pouco da história

O governo do estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Educação e Gerência Regional, determinou o fechamento da E.E.B. Maestro Francisco Manoel da Silva e a transferência de estudantes e funcionários para a nova escola do bairro, a E.E.M. Bailarina Liselot Trinks.
O fechamento da E.E.B. Maestro Francisco Manoel da Silva foi anunciado no primeiro dia do ano letivo de 2017.

Em março, um grupo de pais, estudantes e professores iniciaram um movimento contra o fechamento da E.E.B. Maestro Francisco Manoel da Silva e, a partir de um abaixo-assinado, coletaram mais de mil assinaturas junto à comunidade.

No final de junho, após informações de que a mudança poderia acontecer no início do segundo semestre, o movimento convocou uma assembleia com a comunidade para o início de julho. A assembleia confirmou a luta contra o fechamento da escola, assumiu o nome de “Movimento Fica Maestro” e aprovou alguns encaminhamentos - entre eles, a realização de uma audiência pública. A Comissão de Educação aprovou esta audiência, que acontecerá no dia 25 de julho, a partir das 19 horas, na E.E.B. Maestro Francisco Manoel da Silva.

Na última semana, enquanto os professores estavam em curso na escola, o governo confirmou que a mudança acontecerá durante o recesso e que o retorno para o segundo semestre será na nova escola. Autorizou, ainda, a retirada de materiais da unidade escolar e tentou cancelar a audiência, proibindo o uso da escola para sua realização. Junto a esta manobra, o governo também anunciou o possível fechamento da E.E.B. Pref. Higino Aguiar.

Por um lado, não temos garantias de lotações e manutenção das cargas horárias; por outro, questões como o passe estudantil – fornecido aos alunos que moram longe da estrutura – e um amplo debate com a comunidade não foram oficializadas.

O governo estadual, conhecido por fechar turmas e escolas, quer sucatear e acabar com a educação pública, gratuita e para todos. A luta para barrar estas medidas deve ser de todos: pais, estudantes e professores.

A audiência está mantida e a comunidade não recuará.

Participe da audiência pública que acontecerá no dia 25/7, às 19 horas, na E.E.B. Maestro Francisco Manoel da Silva. É nossa luta que garantirá que os jovens tenham acesso ao ensino público.


Nenhum comentário:

Postar um comentário